Ação 39B: 2017/2018: Uso de dispositivos móveis na promoção das aprendizagens

Publicado a 10/09/2018, 01:15 por Geral - Centro de Formação MbM


Oficina de Formação: 15 HP + 15H TA/ 1,2 UC
Registo de Acreditação: CCPFC/ACC-87772/16
Formadora:  Carla Oliveira
Local: Agrupamento de Escolas Vergílio Ferreira
Grupos de recrutamento: Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário
Calendário: 20 de setembro a 18 de outubro de 2018


Descrição


A utilização de dispositivos móveis, como o tablet e o telemóvel, tem aumentado significativamente nos últimos anos, em parte, devido à sua versatilidade e 
multifuncionalidade, e tem ganho especial popularidade entre crianças e adolescentes, independentemente da sua origem socioeconómica.
Apesar da rápida difusão do uso destes dispositivos e do potencial que algumas das aplicações nativas ou disponíveis nas lojas de aplicações têm para o ensino/aprendizagem da maioria das disciplinas, estes dispositivos ainda não foram assimilados pela generalidade do corpo docente como ferramentas de 
caráter pedagógico válido, abrindo-se assim um fosso entre a realidade do aluno fora e dentro da sala de aula.
Com a proliferação de pontos de acesso gratuito a internet no nosso país, a grande maioria dos alunos tem acesso a plataformas e aplicações que, se orientados 
nesse sentido, poderiam funcionar como espaços de partilha, de reflexão e de disponibilização de materiais que, neste contexto, poderiam ser explorados de forma 
autónoma pelos alunos, respeitando diferentes ritmos de aprendizagem.

Para além disso, os alunos cujas atividades de aprendizagem se desenvolvem em contextos de integração das TIC, melhoram as suas competências para trabalhar 
uns com os outros e para comunicarem as suas ideias a audiências reais, aumentando a confiança em si próprios (Barron e Darling-Hammond, 2008).
Segundo um estudo da UNESCO (2010), as tecnologias digitais facilitam a colaboração e a criatividade nas atividades, uma vez que em contextos em que a tecnologia é integrada na sala de aula, os alunos controlam os seus próprios dispositivos digitais e, consequentemente, as suas aprendizagens, contrariamente aos contextos tradicionais em que o professor controla e o aluno constata. Combinando as ferramentas digitais com estratégias cuidadosamente planificadas, os alunos podem mais facilmente estabelecer ligações entre os conteúdos, resolver problemas em conjunto, ensaiar e modificar o seu trabalho para procurar outros pontos de vista, potenciando o desenvolvimento nos estudantes de estratégias organizacionais e de rigor científico (Martinho e Pombo, 2009). 

O Mobile Learning, por sua vez, é muitas vezes definido como um método flexível, democrático no acesso, aberto, social e interativo, com ênfase na atividade, individualização no ensino e desafio da motivação. (Valentim, 2009)
Apesar disso, vários estudos indicam que as Tecnologias da Informação e da Comunicação são pouco utilizadas pela maioria dos professores nas suas práticas letivas (Gonçalo, 2010), apesar do facto dos estudantes de hoje conviverem desde o seu nascimento com a informação digital e a internet, sendo inclusivamente designados de “nativos digitais” (Prensky, 2001), ou seja, as potencialidades dos alunos não estão a ser usadas para as suas aprendizagens.
É neste contexto que se revela fundamental formar os docentes para tirar o máximo partido, não só das novas soluções digitais (equipamentos e aplicações) que tem à sua disposição, mas também das potencialidades dos seus alunos.

Sucintamente, esta formação tem como objetivo preparar os formandos para, progressivamente, usarem os dispositivos móveis como ferramenta de promoção das aprendizagens, capacitando-os para responderem aos desafios que se colocam com a introdução das tecnologias na sala de aula e para desempenharem um/o papel fundamental na gestão das potencialidades dos seus alunos.


Seleção de formandos

  • 1.ª prioridade: Docentes das escolas associadas ao CFAEMBM.

Detalhes da calendarização


              
               setembro: 20(quinta feira) 18h00 - 21h0027(quinta feira) 18h00 - 21h00;

               outubro:    04(quinta feira) 18h00 - 21h00; 11(quinta feira) 18h00 - 21h00; 18(quinta feira) 18h00 - 21h00.
Comments