Evento Nacional - Desenvolvimento Digital das Escolas

Publicado a 05/03/2021, 00:28 por Nuno Vicente AFC CFAEMBM   [ atualizado a 12/03/2021, 00:54 por Luis PITTA ]
Evento Nacional - Desenvolvimento Digital das Escolas

No âmbito do Plano de Ação para a Transição Digital e do Programa para a Transformação Digital das Escolas, está já em curso o Plano de Capacitação Digital de Docentes. 
Este plano, da responsabilidade da Direção-Geral da Educação, conta com várias ações, nomeadamente no que se refere ao planeamento e concretização de oferta formativa, desenvolvidas em estreita colaboração com os Centros de Formação e Associação de Escolas (CFAE).

Associada à formação docente, está planeada a capacitação de equipas dos Agrupamentos e Escolas não agrupadas(AE/ENA) para que desenham, implementem e monitorizem Planos de Ação para o Desenvolvimento Digital da Escola (PADDE). Esta formação será promovida por cada um dos CFAE. O PADDE deverá contar com três dimensões (organizacional, pedagógica e tecnológica e digital) e deverá constituir-se como um instrumento estratégico de apoio à tomada de decisão e à monitorização do trabalho desenvolvido na área do digital, em cada escola.

"No âmbito desta ação convidam-se todas as comunidades educativas a participarem no Seminário de divulgação das ações previstas em torno do Programa para a Transformação Digital das Escolas, a realizar no próximo dia 12 de março, das 16h00 às 19h00".   Link do evento



  
BREVE RESUMO

Apresentação: PROCESSO DE CONSTUÇÃO DE UM PADDE (16h15 - 16h45)

Maria João Horta: Direção-Geral da Educação

O principal objetivo do Evento Nacional em causa é o da sensibilização dos Diretores das escolas e agrupamentos para a importância de desenharem, implementarem e monitorizarem Planos de Ação para o Desenvolvimento Digital nas suas comunidades.

A partir de 15 de março os CFAE, nas pessoas dos seus Embaixadores Digitaos (ED), iniciarão a formação dos Diretores das escolas /agrupamentos e de pequenas equipas que estes tragam consigo, para início do trabalho em trono dos Planos de Ação. Importa sensibilizar todos os Diretores para a importância de se envolverem num trabalho reflexivo e construtivo em torno do digital nas escolas.

A educação digital comporta duas perspetivas diferentes, mas complementares: a utilização pedagógica das tecnologias digitais para apoiar e melhorar o ensino e a aprendizagem, bem como o desenvolvimento de competências digitais por parte dos alunos e dos docentes. Pretende, ainda, contribuir para a transformação digital, para a aprendizagem ao longo da vida, para o desenvolvimento profissional dos docentes, bem como para uma educação e formação inclusivas de elevada qualidade para todos. A educação digital deverá também contribuir para o desenvolvimento de uma sensibilização para a cidadania, incluindo a cidadania digital. Tais competências incluem uma abordagem crítica da informação, que permita aos cidadãos navegar num mundo digital e desenvolver uma compreensão dos valores básicos da democracia e da liberdade de expressão.

Neste sentido, torna-se fundamental que cada escola conceba, implemente e monitorize um Plano de Ação para o Desenvolvimento Digital da Escola (PADDE).

O desenho, implementação e monitorizaão de um Plano de Ação para o Desenvolvimento Digital da Escola em cada comunidade permitirá um olhar atento sobre o desenvolvimento da educação digital, vista desta forma mais abrangente e sistémica.

Um PADDE deve atender a diferentes dimensões, nomeadamente as de caráter organizacional, pedagógica e tecnológica e digital.

Relativamente a estas dimensões, as escolas deverão refletir em torno de:
Dimensão Organizacional - lideranças, trabalho colaborativo e desenvolvimento profissional dos docentes;
Dimensão pedagógica - desenvolvimento curricular e avaliação, práticas pedagógicas e utilização de RED;
Dimensão tecnológica e digital - infraestruturas, equipamento e acesso à Internet e uso de plataformas digitais.

Para a elaboração do PADDE, a Direção-Geral de Educação propõe às escolas um conjunto de etapas, desenvolvidas em contexto de formação, com o envolvimento direto do Centros de Formação de Associação de Escolas e dos seus Embaixadores Digitais:



As equipas deverão integrar o diretor do AE/Ena, que a lidera, um professor com larga experiência e conhecimento das infraestruturas tecnológicas do AE/Ena e, ainda, um professor pertencente às lideranças intermédias do AE/Ena com capacidade trabalho colaborativo, de mobilização juntos dos pares, com larga experiência de utilização do digital no processo de ensino e aprendizagem e na participação em projetos nacionais e internacionais. Estes três elementos, participarão num curso de formação, dinamizado pelo Embaixador Digital agregado ao respetivo CFAE.

Painel 1: POTENCIALIDADES E VANTAGENS DA SELFIE PARA AS ORGANIZAÇÕES EDUCATIVAS (16h45 - 17h30)

Moderador – António Silva: Direção-Geral da Educação

Nikoleta Giannoutsou: Joint Research Center – Comissão Europeia

Cesar Herrero: Instituto Nacional de Tecnologías Educativas y de Formación del Profesorado - Espanha

Painel 2: PERCEPÇÕES E ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO DOS PADDE (17h30-18:15)

Moderadora - Adelaide Franco: MindsetPlus

José Miguel Sousa: Centro de Formação Edufor

Manuel Nora: Centro de Formação do Litoral à Serra

Rui Correia: Embaixador Digital CFAE Centro-Oeste

Neste painel irão discutir-se as ideias principais em torno das seguintes questões:
Importância da parceria estratégica e trabalho coletivo dos CFAE’s e Embaixadores Digitais com as Escolas para o apoio na sua Transição Digital, designadamente através da construção dos PADDE;
A confiança na preparação e competências dos Embaixadores Digitais para o apoio às Equipas das Escolas;
Papel do PADDE enquanto facilitador da concretização do Projeto Educativo da Escola e da melhoria do seu funcionamento;
Construir uma visão positiva e motivadora para o início da formação e do trabalho conjunto com os Diretores e as Escolas.

Painel 3: MELHORIA DAS ORGANIZAÇÕES EDUCATIVAS - ESTRATÉGIAS, PROCESSOS E DINÂMICAS (18h15-19h00)

Moderador – João Filipe Matos: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa

Cesário Silva: Agrupamento de Escolas Marinha Grande Poente

Helena Pereira: Agrupamento de Escolas D. António de Ataíde

Nuno Mantas: Agrupamento de Escolas da Boa Água



A melhoria da qualidade e da eficácia das escolas e agrupamentos escolares passa necessariamente pelo papel de liderança das direções respetivas na definição de estratégias, explicitação de processos e sustentação das dinâmicas na comunidade escolar.

Com o aumento crescente do acesso às tecnologias e às redes digitais cria-se um novo conjunto de oportunidades às escolas para a sua reconfiguração através de novas pedagogias e novas formas de organização que valorizem os papéis dos professores, dos alunos e dos pais e encarregados de educação num mesmo projeto.

O Plano de Ação para o Desenvolvimento Digital das Escolas (PADDE) constitui uma agenda para a ação no âmbito do qual as escolas são chamadas a assumir um papel central na definição das suas prioridades e dos seus investimentos, numa perspetiva inovadora. sustentável.

Trata-se de encarar com realismo a possibilidade de um novo paradigma – de que as comunidades escolares podem apropriar-se num sentido transformativo das suas práticas – com o objetivo de formar futuros cidadãos competentes nos diversos domínios que constituem atualmente, e no futuro, a cidadania democrática.